El Punk No Está Muerto, ¡No! Vol.1 (Completo)

Rebel’d Punk – Slam
Trincheras de Guadalajara – S.S.A.
Colectivo Caotico – Los punk no mueren
Desviados – Miseria por armamentos
Demenciales – Señor gobernador
Psicodencia – Q.2
Sindrome – Narcohisteria
Ley Rota – Solucion suicida
Asociacion Delictuosa – Asociacio delictuosa
Vomito Nuclear – Vomito nuclear
Q. V. 7 – La fantasia del marrano

Como tocar Duele El Corazon ENRIQUE IGLESIAS en Guitarra | Tutorial COMPLETO Christianvib

ACORDES VIDEODEMO http://www.christianvib.com/duele-el-corazon/
SUSCRÍBETE: http://bit.ly/161Gww7
FACEBOOK http://on.fb.me/1Rny00v

Que pacho ahora les traigo una super rola guapachosa con mucho ponch Duele el amor de Enrique Iglesias y se las enseño en guitarra acústica a la perfección espero les guste Chao !!!

Slipknot – Rock In Rio 2015 Full Show HD (Show Completo)

Slipknot - Rock In Rio 2015 Full Show HD (Show Completo)

Há quatro anos, a banda fez grande abertura para o Metallica. Agora fez upgrade de categoria como atração principal. Corey Taylor parecia muito grato, falando bastante entre as músicas e pedindo “barulho para a família heavy metal”. Teve até parabéns para o percussionista Clown. A banda está à vontade no cenário exagerado – não é por acaso que pretende abrir um parque com atrações de terror na Califórnia.
O Slipknot mostrou um som pesadíssimo desde o começo. Só deu para respirar um pouco no início mais calmo de faixas como a quebrada “Devil and I”, do disco novo, “.5: The Gray Chapter”. Essa, com levada mais quebrada, mostra que Corey Taylor, líder do Slipknot, aprendeu bem com o funk metal do Faith no More.
Depois de parecer disperso nas atrações anteriores, o público se mostrou muito atento no show de encerramento da noite. Teve rodinha de pogo armada antes mesmo de a banda entrar em cena (os fãs, aliás, foram organizados e delimitaram os pontos de encontro – físico – com antecedência). E elas não paravam nem no intervalo das músicas.
O show teve uma curva de empolgação. Começou insano, com “Sarcastrophe” e “Heretic Anthem”. Músicas menos frenéticas, como “Killpop”, aliadas a uma chuva fraca que começou a cair no meio do show, pareceram dar uma esfriada ali pela metade. O final retomou a energia, especialmente com “People=Shit”, penúltima da noite.
“.5: The Gray Chapter”, que é o trabalho do Slipknot que mais tem músicas no set (cinco, ao todo), fala bastante sobre a morte do baixista Paul Gray. Ele morreu de overdose em 2010 por overdose acidental de morfina. Falar da perda do amigo torna o show “pesado e emotivo'”, segundo Corey Taylor.
Como no Rock in Rio 2011 e como no festival Monsters of Rock 2013, em São Paulo, o Slipknot refez a sentada no chão com pulo coletivo na música “Spit it out”. Ao que parece, pode repetir o mesmo expediente quantas vezes quiser. A resposta continua a mesma.

SETLIST COM TIME DAS MÚSICAS:

00:00 XIX
2:23 Sarcastrophe
7:10 The Heretic Anthem
10:55 Psychosocial
17:30 The Devil in I
24:45 AOV
30:10 Vermilion
35:30 Wait And Bleed
40:15 Killpop
45:45 Before I Forget
50:30 Sulfur
55:15 Happy Birthday For Clown
56:40 Duality
1:03:57 Disasterpiece
1:08:10 Spit It Out
1:15:52 Custer
Encore:
1:22:29 742617000027
1:23:52 (sic)
1:28:00 People = Shit
1:32:48 Surfacing